sábado, 5 de maio de 2012

Dar asas aos sonhos


Muitas pessoas têm todos os recursos necessários para o sucesso mas mantém-se num estado permanente de letargia, o que no mínimo resulta num enorme desperdício de tempo, talento e poder.


Para que consigamos chegar a algum lugar precisamos tomar acções efectivas que nos conduzam a esse determinado ponto. Colocar-se dentro do seu automóvel, com um destino em mente mas parado em frente ao volante, não o capacita a chegar a nenhum lugar. É preciso colocar o carro em movimento e conduzi-lo até ao sítio pretendido. O que quero dizer com esta comparação é que é sempre necessário tomar uma acção específica. Não basta desejar e visualizar aquilo que se pretende alcançar. É preciso fazer, agir.

Todo aquele que não empreende acções específicas é alguém que nunca realizará os seus sonhos nem se atreverá a explorar o seu potencial. Talento, ideias, projectos e oportunidades nunca vingarão se falharmos na criação de um plano de acções.

Se tem a noção que o seu potencial é desperdiçado e que continua a procurar desculpas atrás de desculpas para não perseguir os seus sonhos, é altura de parar esse ciclo vicioso. Disponha-se a tomar acções específicas e assuma consigo próprio o compromisso de o fazer.

Seguem-se algumas sugestões úteis para que possa dar asas aos seus sonhos:

  • Dê o primeiro passo
    Este é o ponto mais importante de toda a questão. Alguém que tenha alguns conhecimentos de física saberá que é sempre mais difícil dar o primeiro passo do que manter-se em andamento. Assim, ganhe fôlego, chegue-se à frente e atreva-se a dar o primeiro passo. Depressa ganhará embalagem e as acções irão suceder-se umas após as outras, com um menor dispêndio de energia. Vai ver que mais tarde irá dizer: “Já devia ter feito isto há muito tempo atrás” ou ainda “Afinal não custava tanto como eu pensava”.
  • Adquira clareza e certezas
    Tenha a certeza daquilo que pretende da sua vida. Esforce-se por ganhar alguma perspectiva pois quanto mais clareza tiver acerca daquilo que quer, mais simples será para si manter-se focalizado e produtivo. Reserve algum tempo para estar só consigo próprio, nem que seja por um único dia. Disponha-se a ouvir a sua voz interior. Quando fazemos o esforço de procurar tempo, quietude e disposição para ouvir a nossa voz interior, a clareza começa a desenvolver-se.
  • Considere o custo da não mudança
    Imagine a sua vida dentro de cinco ou dez anos se não existirem mudanças na sua vida. Imagine-se com mais cinco ou dez anos a viver exactamente como até agora. Gosta desta imagem? Tenha noção que se continuar a fazer as mesmas coisas que tem feito até agora, obterá sempre os mesmos resultados.
  • Agarre as oportunidades
    Esteja atento a todas as oportunidades de mudança. Por vezes estas aparecem sem que estejamos à espera e é-nos exigido que tenhamos a coragem de as agarrar de imediato. Não se deixe dominar pelo receio nem pela inércia. Não desperdice oportunidades, pois a maior parte das vezes estas não voltam a surgir.
  • Alie-se a pessoas bem-sucedidas
    Experimente conversar com alguém que tenha alcançado as suas próprias metas e paixões. O objectivo é deixar-se contagiar pelo entusiasmo dessa ou dessas pessoas. O entusiasmo ajuda-nos a ultrapassar os medos, a arriscar fazer coisas novas, a agarrar oportunidades e a tomar decisões difíceis. Leva-nos a explorar os nossos potenciais e a encontrar mais recursos. Por outro lado, se verificar que não se consegue entusiasmar nem um pouco quando pensa nos seus objectivos, então precisará certamente de encontrar objectivos diferentes.

Artigo publicado na Revista Zen Energy de março 2012

**Sinta-se à vontade para partilhar este artigo no seu blog, site ou newsletter. Se o fizer, por favor inclua o nome do autor e um link a este site**


Licença Creative Commons
Esta obra foi licenciada com uma Licença Creative Commons - Atribuição-Não a obras Derivadas 2.5 Portugal.


Sem comentários:

Enviar um comentário