sábado, 22 de janeiro de 2011

Tempo para Aprender




Um jovem estudante Zen aproximou-se do seu mestre e perguntou:

- Se eu trabalhar e me esforçar muito, quanto tempo levarei para encontrar a iluminação?

O Mestre pensou durante uns instantes e depois respondeu:

- Dez anos.

O jovem replicou de imediato:

- Mas, se eu trabalhar mesmo muito e me aplicar diligentemente para aprender rápido. De quanto tempo precisarei então?

O mestre respondeu:

- Bem, nesse caso, perto de vinte anos.

- Mas, se eu der o máximo de mim próprio nesse objectivo, se me empenhar até ao limite das minhas forças. Quanto tempo, então? – insistiu o jovem.

- Trinta anos. – Respondeu o mestre, imperturbável.

- Não compreendo, mestre! - não se conteve o jovem, desapontado. – De cada vez que eu digo que me esforçarei mais e mais, diz-me que demorarei ainda mais tempo. Como pode ser isso?

O Mestre esboçou um sorriso pacífico e respondeu:

- É simples. Quando tens um olho num objectivo, somente consegues ter um olho no caminho.



Autor desconhecido



Apesar de ser necessário ter uma visão e objectivos concretos na vida, é fundamental fazer o caminho que nos leva a essa visão. A cada passo que damos, aprendemos lições e adquirimos ferramentas que nos permitem evoluir. Não devemos ter pressa em alcançar a meta final. Esta metáfora inspira-nos a estar atentos ao que a vida nos dá diariamente, a aproveitar cada momento como se fosse uma bênção.

Sem comentários:

Enviar um comentário