sábado, 22 de maio de 2010

Simplesmente Fazer


Uma das maiores angústias do ser humano, é não ser capaz de materializar as suas ideias. Ter boas ideias não chega. É preciso saber desenvolve-las e implementá-las. Muitas pessoas têm óptimas ideias e conseguem mesmo desenvolve-las mentalmente. Porém, não conseguem passar à fase final, ou seja a implementação em si. Não chegam a concretizar essas ideias por diversos motivos, como falta de coragem, timidez, uma baixa auto-estima ou simplesmente por falta de motivação.


Podemos comparar o que acabei de descrever de seguinte forma. Imagine que alguém tem um lote de boas sementes dentro de um saco e não as lança nunca na terra. Não o fazendo nunca, as sementes simplesmente acabarão por perecer. Uma semente é uma semente e não uma árvore ou planta. Carrega todo o potencial da árvore ou da planta mas precisa passar pelo processo de transformação. Assim é o pensamento - a acção física é essencial para que este se venha a materializar.


É importante não ficar inerte e fazer, simplesmente fazer. Muitas pessoas parecem esperar eternamente pelo momento ideal mas acontece que esse momento pode nunca surgir. Assim, a regra de ouro é evitar as hesitações, procurar ultrapassar as inibições e agir o mais rápido que for possível. Tenha sempre em mente que vale mais errar do que não tentar de todo.


Deverá sempre defender as suas ideias, obviamente comprometendo-se com o seguinte:

  • Respeitar os valores fundamentais de ética;

  • Agir com a intenção de satisfazer os interesses de todos e não só os seus próprios interesses;

  • Não prejudicar pessoas, animais ou o meio envolvente.


Se todos estes pontos estão respeitados mas não consegue passar à fase de implementação propriamente dita, considere o seguinte:


  • Escreva as suas ideias numa folha de papel. Parecendo que não, com o simples facto de detalhar os seus pensamentos em papel, estará já a transferir algo do mundo mental para o físico.

  • Elabore cuidadosamente um plano visando a implementação das ideias. Determine prazos e etapas específicas para a sua execução. Analise esse plano com frequência, fazendo os ajustes que forem necessários.

  • Comprometa-se a agir e a tomar de imediato o primeiro passo que garanta a implementação da sua ideia. Mesmo que seja um pouco a cada dia que passa, o importante é mesmo não ficar parado.

Sem comentários:

Enviar um comentário