segunda-feira, 2 de novembro de 2009

O péssimo hábito de querer fazer muitas coisas ao mesmo tempo


Muitas pessoas referem sentir orgulho por desenvolver diversas tarefas ao mesmo tempo. Ou, pelo menos, julgam que estão a desenvolver diversas tarefas ao mesmo tempo. Na realidade, tal “habilidade”, ao ser analisada convenientemente, revela não ser aconselhável por se reflectir em baixos índices de produtividade e altos índices de ansiedade para quem a pratica. Obviamente que não me estou a referir a tarefas rotineiras, tal como conduzir enquanto se escuta música ou lavar a loiça enquanto se assiste a um programa de televisão. Refiro-me a actividades que requerem esforço mental e concentração. Poderei dar como exemplo estar a manter uma conversa com alguém enquanto se faz uma pesquisa na Internet.

Mas a verdade é que não conseguimos fazer duas coisas ao mesmo tempo. Neurologicamente isso é impossível, pelo facto de só possuirmos um cérebro. O que na realidade as pessoas estão a fazer, quando dizem que estão a desenvolver diversas tarefas ao mesmo tempo, é a saltitar rapidamente de tarefa para tarefa, prestando atenção aqui, pesquisando ali, andando de trás para a frente e pouco mais do que isso. Esta prática levada a cabo ao longo do tempo, acaba por causar um péssimo habito que resulta em ansiedade, stress e problemas de concentração. Acresce que os resultados não são satisfatórios em termos de produtividade e qualidade.
Pegando no exemplo dado anteriormente de estar a manter uma conversa com alguém enquanto se faz uma pesquisa na Internet, a verdade é que se acaba por não estar a prestar a devida atenção na conversa que se está a ter nem a conseguir pesquisar na Internet os artigos que são necessários.

Para realizar com sucesso tarefas que requerem esforço mental, necessitamos da devida concentração e focalização, sem interrupções. Seguem-se algumas dicas de como retirar a máxima produtividade e desempenho no dia-a-dia, lucrando simultaneamente em paz de espírito e tranquilidade.
  1. Estabeleça um plano de trabalho com as tarefas que necessita fazer ao longo do dia. Convém que não seja demasiado ambicioso e não caia na tentação de colocar mais tarefas do que aquelas que na realidade vai conseguir realizar numa jornada de trabalho. O tempo não é infinito nem tão pouco você é um super-herói.
  2. Defina as prioridades para esse dia, ordenando e numerando as tarefas.Comece pelas tarefas prioritárias e não resista à tentação de começar por aquelas que gosta mais de fazer.
  3. Ao fazer cada tarefa, concentre-se profundamente nessa tarefa específica, não pensando absolutamente em mais nada a não ser na sua concretização. Quando chegar ao fim dessa tarefa, faça um curto intervalo (poderia nesta pausa incluir a conversa com alguém) e passe então à tarefa seguinte da lista.
    Obviamente que pode acontecer que uma determinada tarefa se componha de várias fases ao longo do tempo, por exemplo hoje fazer um esboço de um artigo, amanhã fazer pesquisas na Internet para enriquecer esse artigo, no dia seguinte fazer a conclusão desse artigo.

Sem comentários:

Enviar um comentário