sábado, 12 de setembro de 2009

Qual é o seu sonho?


E se eu não souber o que realmente desejo? E se eu não souber qual é o meu sonho, qual a minha missão?


Se já se colocou a dúvida acima indicada, saiba que uma abordagem que o poderá ajudar passa por elaborar uma lista com tudo aquilo que tem a certeza absoluta que não quer. Pegue num papel e numa caneta e anote tudo aquilo que gostaria de eliminar da sua vida, tudo o que sente que já deixou de servir os seus propósitos mais profundos.


Pode tratar-se de um mau hábito ou de um vício que gostaria de eliminar, bem assim como de objectos, situações, circunstâncias ou mesmo relacionamentos. Por mais que se tenha gostado de alguma coisa ou de alguém, poderá ter chegado o momento de abrir espaço para mudanças e novas oportunidades. Obviamente que no caso de um relacionamento, uma separação não se toma de ânimo leve, na medida em que as pessoas não são descartáveis. Contudo, há circunstâncias em que essa é a única medida honesta para com a outra pessoa e também para com o próprio. Não faz sentido manter um relacionamento em que as pessoas deixaram de caminhar na mesma direcção.


Elabore depois uma outra lista com todos os desejos que gostaria de manifestar na sua vida. Simplesmente escreva o que gostaria de ser ou de ter. Não escreva aquilo que pensa que as outras pessoas acham que deveria ser ou ter. O que as outras pessoas pensam é problema delas e não seu. Trata-se da sua vida e não da vida dos outros.


Não se preocupe em escrever coisas que parecem impossíveis de alcançar, simplesmente anote tudo o que lhe vier à cabeça.No final deste simples exercício de reflexão ficará com algo em concreto para se focalizar e trabalhar. Reveja as suas listas diariamente e vá acrescentando informação que entretanto lhe ocorra.

Sem comentários:

Enviar um comentário