quinta-feira, 27 de agosto de 2009

O Sapato



Certa vez, um homem já de certa idade, entrou no autocarro e, enquanto subia, um dos seus sapatos soltou-se e escorregou para o lado de fora. A porta fechou-se e o autocarro partiu rapidamente, sem que houvesse tempo para recuperar o sapato "perdido".
Imediatamente, o homem retirou o seu outro sapato e atirou-o pela janela aberta mais perto de si.

Um outro passageiro que observava a situação, muito intrigado, perguntou:

- Desculpe perguntar, mas por que deitou fora o seu outro sapato?

E o nosso homem respondeu com um sorriso:

- Porque assim alguém poderá encontrar ambos os sapatos e talvez seja capaz de usá-los. Provavelmente apenas alguém realmente necessitado dará importância a um par de sapatos usados encontrados na rua. E de nada lhe adiantaria apenas um sapato.

Quando chegou ao seu destino e desceu do autocarro, o homem procurou uma loja e comprou um novo par de sapatos.

Durante a nossa vida é inevitável perder coisas. Muitas vezes essas perdas são penosas e supostamente injustas, porém certamente necessárias para que coisas novas e melhores possam acontecer. Deite fora ideias, crenças, maneiras de viver ou experiências que não lhe acrescentam nada de novo e lhe roubam atenção e energia. Aproveite e tire do seu "armário" aquelas coisas negativas que só lhe trazem tristezas, ressentimentos, mágoas e sofrimento. O "novo" só pode ocupar espaço em nossas vidas quando o "velho" deixar de fazer parte dela.


(Autor desconhecido)

2 comentários:

  1. O seu Blog é uma maravilha! Obrigada por partilhar seus conhecimentos! Um abraço

    ResponderEliminar
  2. OI

    O teu blog está "o máximo".

    Diz-me uma coisa tens o nome dos autores dos textos das metáforas?

    Um grande grande bjinho

    Paula Avelino

    ResponderEliminar