quinta-feira, 27 de agosto de 2009

O Sapato



Certa vez, um homem já de certa idade, entrou no autocarro e, enquanto subia, um dos seus sapatos soltou-se e escorregou para o lado de fora. A porta fechou-se e o autocarro partiu rapidamente, sem que houvesse tempo para recuperar o sapato "perdido".
Imediatamente, o homem retirou o seu outro sapato e atirou-o pela janela aberta mais perto de si.

Um outro passageiro que observava a situação, muito intrigado, perguntou:

- Desculpe perguntar, mas por que deitou fora o seu outro sapato?

E o nosso homem respondeu com um sorriso:

- Porque assim alguém poderá encontrar ambos os sapatos e talvez seja capaz de usá-los. Provavelmente apenas alguém realmente necessitado dará importância a um par de sapatos usados encontrados na rua. E de nada lhe adiantaria apenas um sapato.

Quando chegou ao seu destino e desceu do autocarro, o homem procurou uma loja e comprou um novo par de sapatos.

Durante a nossa vida é inevitável perder coisas. Muitas vezes essas perdas são penosas e supostamente injustas, porém certamente necessárias para que coisas novas e melhores possam acontecer. Deite fora ideias, crenças, maneiras de viver ou experiências que não lhe acrescentam nada de novo e lhe roubam atenção e energia. Aproveite e tire do seu "armário" aquelas coisas negativas que só lhe trazem tristezas, ressentimentos, mágoas e sofrimento. O "novo" só pode ocupar espaço em nossas vidas quando o "velho" deixar de fazer parte dela.


(Autor desconhecido)

segunda-feira, 24 de agosto de 2009

Pensar sempre positivo


As afirmações positivas servem basicamente para reprogramar a mente para a positividade. Se a qualquer momento tomar consciência que está a ter um pensamento de derrota, poderá contrariar essa tendência através de afirmações que o motivem e impulsionem a lutar pelo que ambiciona.


Exemplos de afirmações positivas:


  • "Eu sou digno de grande sucesso"

  • "Eu vejo-me no círculo dos vencedores"

  • "Eu sou capaz de superar este desafio"

  • "Nada me vai demover de ser bem sucedido"

O que isto faz na prática é substituir a negatividade com pensamentos que vão ajudá-lo a avançar para os seus objectivos, em vez de o afastar deles.

Pode não estar ciente das graves implicações de um diálogo interno negativo. No entanto, assim que trava e substitui esse diálogo com afirmações positivas, vai perceber de imediato que é você próprio quem desde o primeiro instante tem feito sabotagem às metas que definiu para si mesmo. Este processo pode revelar-lhe o quanto esta conversa interior tem interferido ao longo de toda a sua vida.

Um diálogo interno positivo é mais fácil de implementar do que poderia supor. A partir deste momento vai decerto ganhar um novo alento ao saber que pode definir as suas metas e superá-las.

Ao aprender a pensar de uma forma positiva, conseguirá configurar facilmente para si mesmo metas a curto, médio e longo prazo. E essa aprendizagem, por si só, é um grande passo para definir e atingir objectivos.


-----------------------------
Perguntas para reflexão
-----------------------------


1. Qual é o meu padrão habitual de pensamento (Positivo ou Negativo?)

2. Até que ponto tenho estado a afastar o sucesso através de uma forma de pensar negativa?

3. O que posso fazer para pensar sempre de uma forma positiva?

sábado, 22 de agosto de 2009

A PNL e os Sistemas de Representação

As nossas experiências de vida são codificadas internamente segundo cada um dos cinco sentidos. Para cada um dos sentidos existe um sistema de representação interna. A título de exemplo, a informação visual é captada pelos olhos e gravada no cérebro como uma imagem mental visual. Nesse caso estaremos a utilizar um sistema de representação visual.

Daqui se compreende que a realidade não seja apreendida de mesma forma por todas as pessoas. De facto, acontece que cada um de nós constrói uma realidade diferente, ao utilizar predominantemente um determinado sistema de representação.

Podemos dizer que os sistemas de representação são a forma como a nossa mente codifica a informação num ou em vários dos sistemas sensoriais abaixo indicados:


V – VISUAL
A – AUDITIVO
C – CINESTÉSICO
O – OLFACTIVO
G – GUSTATIVO

Se bem que todos nós possamos utilizar todos estes sistemas de representação em conjunto, a verdade é que temos um sistema preferencial, ou seja, um sistema que usamos predominantemente para pensar de maneira consciente e organizar a experiência.

Segue-se uma descrição sumária dos sistemas de representação mais utilizados.

VISUAL
  • As pessoas que utilizam preferencialmente o sistema de representação visual, fazem das imagens a base da sua memória, pelo que o contacto visual é muito importante para elas.
  • Gostam de “ver” as evidências das coisas antes de tomarem decisões.
  • Geralmente preocupam-se com a aparência das coisas, bem como com a sua própria aparência. No lado negativo, deixam-se levar pelas aparências.
  • Têm necessidade de ver para compreender e reter as informações
  • São fisionomistas e imaginativos.
  • Costumam ser rápidos e directos aos assuntos e a sua linguagem é pormenorizada.
  • São caracterizados por um bom sentido de observação e de orientação.
  • Geralmente movem-se de cabeça levantada, face ou o corpo dirigido para cima.
  • A respiração dá-se pela parte de cima da caixa torácica.
  • Costumam movimentar os olhos para cima enquanto mantêm conversação.

    AUDITIVO
  • Os adeptos do sistema de representação auditivo, focalizam-se nos ouvidos para organizar as suas experiências.
  • Acompanham com atenção tudo o que os seus pares digam sobre um assunto.
  • Gostam de ouvir o que as outras pessoas pensam deles e aprendem através da audição.
  • Distraem-se facilmente com barulhos.
  • Reconhecem facilmente as pessoas pelas vozes, particularmente ao telefone, o que de resto utilizam com muita frequência.
  • Falam sobre aquilo a que lhes “soam” as coisas.
  • São influenciados por vozes cativantes e linguagem persuasiva, expressando-se eles próprios dessa forma a maioria das vezes.
  • Gostam de música.
  • A respiração dá-se a partir do meio da caixa torácica.
  • Ao falar, movimentam os olhos para os lados, acompanhando a linha dos ouvidos.

    CINESTÉSICO
  • As pessoas que utilizam predominantemente o sistema de representação cinestésico, falam sobre as sensações que as coisas lhes provocam.
  • Organizam a experiência através da intuição e do sentimento.
  • A sua memória funciona melhor a partir da acção e reagem fortemente a estímulos físicos.
  • Geralmente movimentam-se e falam lentamente e gostam da proximidade física com as outras pessoas.
  • São sensíveis aos ambientes, sabem ser simpático e pôr os outros à vontade.
  • Apercebem-se facilmente do estado de humor dos outros, mesmo sem evidências físicas ou auditivas. Sabem compreender os outros instintivamente.
  • Bloqueiam facilmente quando sentem impressões negativas.
  • A respiração dá-se a partir da parte inferior da caixa torácica.
  • Ao falar, movimentam os olhos para baixo, para a sua esquerda.


    -------------------------------
    Perguntas para reflexão
    -------------------------------
  • Estou a tomar atenção à forma como comunico com os outros?
  • Estou consciente que o meu modo de ver a realidade pode ser bem diferente do dos meus interlocutores?
  • Estou atento aos sistemas de representação adoptados pelas pessoas com quem me comunico?

terça-feira, 18 de agosto de 2009

Em movimento


O que custa é começar. Uma vez que se dê início a uma actividade ou projecto, é fácil manter a engrenagem em funcionamento. Sabendo isto, conseguirá motivação para superar todos os obstáculos e manter-se concentrado nas suas tarefas e objectivos.

Esforce-se para que os seus planos de acção tenham início em tarefas pouco exigentes pois isso permite-lhe iniciar qualquer projecto com facilidade. Então, pode ganhar força para rapidamente finalizar essa tarefa e avançar para a próxima sem esforço.

Essa energia inicial permite-lhe ganhar ímpeto para outros desafios mais exigentes. A sua mente activa e focalizada é capaz de descobrir formas de superar as dificuldades que possam surgir. Às vezes é possível que tenha de alterar os seus planos, mas assim consegue sempre manter-se em movimento.

É semelhante a um jogo de bilhar. Assim que o taco atinge a bola com energia suficiente para lhe dar um forte impulso, ela continua a sua dinâmica, independentemente de qualquer coisa que esteja no seu caminho. Quando atinge uma outra bola ou uma extremidade da mesa de bilhar, a bola simplesmente muda o seu caminho e continua rolando.

Como a bola, a cada dia tem uma nova oportunidade para colocar os seus objectivos em andamento. Escolha manter-se sempre dinâmico. Visualize a sua meta e mantenha-se atento à eventual necessidade de alterar os seus planos ao longo do tempo.

E, assim como a bola atinge o repouso após o seu andamento na jogada, saiba também estabelecer uma paragem ao final do dia para descansar. Na manhã seguinte, vai-se sentir rejuvenescido e com a energia suficiente para continuar uma nova jogada neste maravilhoso jogo da vida.

Hoje, esforce-se por ser o corpo em movimento que se mantém em movimento. Com o impulso inicial, poderá lidar com qualquer coisa que possa contribuir para o manter afastado das suas tarefas. Poderá também ter a necessidade de mudar os seus planos para superar os desafios que vão surgindo, mas mantenha-se sempre no caminho certo para atingir os seus objectivos.

-------------------------------
Perguntas de Auto-reflexão:
-------------------------------
  1. Está a incluir tarefas fáceis no início dos seus planos de acção?

  2. Que desafios na sua vida usualmente travam o seu ímpeto?

  3. Pode alterar os seus planos no sentido de ultrapassar esses desafios e seguir em frente?

sábado, 15 de agosto de 2009

Respeite o seu tempo




Saber respeitar o seu tempo é uma opção que, a ser desenvolvida, certamente se irá fazer reflectir na qualidade do trabalho que desenvolve. Tempo é dinheiro, ouvimos dizer desde sempre. E isso é de facto bem verdade. Afinal de contas, a nossa vida é o resultado daquilo que fazemos com o nosso próprio tempo. Por isso, aprenda a não o esbanjar e a geri-lo da melhor forma.

A seguir, pode encontrar seis simples medidas de carácter prático que o ajudarão certamente a gerir melhor o seu tempo.

  1. Seja organizado
    Escreva uma lista com as tarefas que tem de desenvolver ao longo do dia ou da semana.
    Inclua um prazo para o seu cumprimento, ou pelo menos estabeleça consigo próprio um limite de tempo para cada uma das tarefas.
    Utilize essa lista para organizar a sua agenda. Considere essas tarefas como um compromisso consigo próprio tal como se estivesse a estabelecer compromissos com outras pessoas.

  2. Estabeleça quais as tarefas que são realmente importantes e urgentes e quais as que não são
    Tenha em consideração que poderá sempre utilizar o recurso de delegar algumas das tarefas em alguém que lhe seja próximo. Por mais que nos esforcemos, nem sempre conseguimos fazer tudo sozinhos e, por vezes, é mesmo necessário pedir ajuda.

  3. Aprenda a dizer NÃO
    O nosso tempo, tal como o dos outros, não é ilimitado e nem sempre é possível responder a todas as solicitações.
    Mais uma vez, há que seguir critérios e prioridades. Decida-se a escolher o que é realmente importante ou urgente e a simplesmente dizer NÃO a tarefas que sabemos de antemão não ter tempo útil para realizar.

  4. Aproveite o seu tempo ao máximoPequenas coisas (como por exemplo ir verificar a sua correspondência enquanto espera que a máquina da roupa acabe o programa de lavagem ou adquirir um telefone com tecnologia de mãos livres para falar com os seus familiares e amigos enquanto prepara as refeições ou passa a roupa a ferro), são um exemplo de estratégias que lhe permitem rentabilizar o seu tempo ao máximo.

  5. Espere o inesperado
    Não caia na tentação de ocupar todas as horas e minutos da sua agenda diária. Saiba sempre guardar um pequeno período de tempo para os imprevistos. Acredite que estes estão sempre a acontecer e que podem pôr em causa o seu desempenho. E se não acontecerem imprevistos pode sempre utilizar esse acréscimo de tempo simplesmente para relaxar e reflectir sobre novas estratégias de acção.

  6. Seja atencioso com os outros e consigo próprio
    Procure ter sempre tempo para despender com a sua família e amigos. Afinal de contas, estes são o nosso suporte e a fonte da nossa felicidade e bem-estar.
    E certamente também de uma importância vital é o facto de com frequência se permitir estar sozinho. Vai ver que esse tempo que consiga reservar para si próprio, por pouco que seja, o ajudará a recarregar energias.
Artigo publicado em http://www.webartigos.com/ em 2/12/2009

quarta-feira, 12 de agosto de 2009

Afirmações Positivas


Afirmações positivas são ferramentas extraordinárias que o podem ajudar a ultrapassar os seus medos, aumentar a confiança e desenvolver um padrão mental de abundância.

O único problema é que muitas pessoas não fazem ideia de como escolher as afirmações mais adequadas.


Há muitas opiniões divergentes acerca da forma correcta ou errada de escrever afirmações, mas todos estão de acordo que uma afirmação é considerada adequada se funcionar para SI PRÓPRIO. O que é de facto mais importante é que as afirmações lhe transmitam pensamentos e emoções de confiança, alegria, segurança, abundância, ou seja lá o que for que pretenda.


Dê uma espreitadela às afirmações que se seguem e sinta-se à vontade de as usar, se estas fizerem sentido para si. Caso contrário, tente proceder a ligeiras alterações até que seja activado o padrão de pensamento e estado emocional que deseja obter.


Afirmações para um peso saudável
----------------------------------------


  • Hoje amo plena e profundamente o meu corpo

  • O meu corpo tem a sua própria sabedoria e eu confio completamente nessa sabedoria

  • O meu corpo é uma simples projecção das minhas convicções acerca de mim próprio

  • A cada dia que passa torno-me mais atraente e elegante

  • Escolho ver perfeição em cada célula do meu corpo


Afirmações para a Auto-confiança
---------------------------------------

  • O medo é unicamente uma emoção e não pode demover-me dos meus propósitos

  • Sei que posso tornar-me um especialista em qualquer coisa, desde que faça essa coisa repetidas vezes

  • Hoje estou disposto a falhar para que, aprendendo com essa falha, seja bem sucedido

  • Acredito que tenho a força e o mérito suficientes para realizar os meus sonhos

  • Vou relaxar e divertir-me com o que faço, não me importando com os resultados

  • Estou orgulhoso de mim próprio por simplesmente ousar fazer coisas novas; muitas pessoas nem sequer isso fazem

  • Hoje decido confiar plenamente na minha orientação interior

  • Fortaleço com cada passo que dou em frente

  • Abandono qualquer traço de hesitação e abro espaço para a vitória

  • Com um plano bem estruturado e uma forte convicção das minhas capacidades, não existe nada que eu não possa superar

Afirmações para o Bem-estar
----------------------------------

  • Da mesma forma que me amo, permito que os outros também me amem

  • As minhas falhas são transformadas através do amor e da aceitação

  • Hoje escolho homenagear a minha autenticidade

  • Aprecio a forma como me sinto quando tomo conta de mim próprio

  • Durante o dia de hoje a minha principal prioridade é o meu próprio bem-estar

Afirmações para a prosperidade
------------------------------------

  • Eu abro-me para uma corrente de grande abundância

  • Tenho tudo o que necessito para ter uma vida preenchida e realizada

  • Atraio a riqueza e a prosperidade para todas as áreas da minha vida

domingo, 9 de agosto de 2009

A vida é a melhor escola




Entenda a vida como uma escola. Uma escola que lhe fornece tudo o que é necessário para a sua aprendizagem e evolução. Acredite que os acontecimentos, as situações e as pessoas com que se depara a cada momento se encontram estruturados precisamente para lhe trazer os ensinamentos que necessita.


Aceite a vida como uma dádiva em que tudo o que acontece é, no final, para o seu próprio bem. Sei que pode custar-lhe a acreditar, principalmente se neste momento vive momentos de aflição e sofrimento. O tempo se encarregará de o demonstrar, ao superar essa situação de provação e verificar que se encontra então mais sábio e mais forte.


Tudo conspira a seu favor. Seja o que for que aconteça na sua vida, para o bem ou para o mal, transmite-lhe na sua essência uma lição.


Frequentemente, as pessoas com quem menos simpatiza e que lhe causam irritação são os seus maiores mestres pois ensinam-lhe as lições mais significativas da sua vida. Pergunte-se porque se cruzou com essas pessoas e o que pode aprender com elas.


Todas as pessoas à sua volta, principalmente os que fazem parte do seu círculo de amigos ou familiares mais próximos, contribuem para lhe transmitir conhecimento, conhecimento esse que é necessário para a sua evolução. De igual forma deve prestar atenção a experiências recorrentes, situações que se repetem no tempo e que parecem só lhe acontecer a si. Estará a ser um bom aluno ou sistematicamente a repetir de ano?

Tente imaginar a vida como um drama em que desempenha o papel principal e em que tudo à sua volta se desenrola para que a sua actuação seja brilhante. Deixe-se guiar pela sua intuição. A vida é uma escola que não lhe exige propinas e lhe fornece todas as disciplinas necessárias para a sua aprendizagem e evolução.

---------------------------------
Perguntas de Auto-Reflexão
---------------------------------
1. Como posso usar cada acontecimento quotidiano para crescer e evoluir?
2. Que novas habilidades posso aprender?
3. Como posso ultrapassar os desafios e os obstáculos com que me deparo?

quinta-feira, 6 de agosto de 2009

Realização de Objectivos

Partindo do princípio que tem neste momento aquilo que é mais importante, ou seja um objectivo em mente, convido-o a seguir estes simples e poderosos passos que o conduzirão rumo ao que pretende:

  1. Escreva numa folha de papel qual o seu objectivo.
  2. Escreva entre 6 a 10 passos que, a serem tomados a partir deste momento, podem conduzir à realização desse objectivo.
  3. Comece o primeiro passo hoje mesmo.
  4. Mantenha viva a sua motivação até alcançar aquilo que deseja.
Muito sumariamente e a título de exemplo, imagine que alguém deseja muito emagrecer.
  1. Essa pessoa escreve numa folha de papel que deseja emagrecer e tornar-se elegante.
  2. Escreve então os passos que, a serem tomados, conduzem à realização do seu objectivo. Entre outras medidas, poderiamos considerar:
    a) consultar um nutricionista para lhe elaborar uma dieta alimentar;
    b) pesquisar na Internet ou através de um bom livro quais as medidas saudáveis para uma mudança de peso;
    c) matricular-se num ginásio para fazer exercício físico com regularidade;
    d) optar por caminhar nas curtas e médias distâncias em vez de utilizar a viatura ou os transportes;
    e) utilizar as escadas em vez do elevador;
    f) beber bastante água ao longo do dia;
    g) reduzir ao máximo a ingestão de doces e chocolates.
  3. Inicia de imediato um desses passos, por exemplo pesquisando na Internet medidas saudáveis para uma mudança de peso.
  4. Busca tudo ao seu alcance para manter a motivação. Neste caso pode colocar uma fotografia de alguém elegante que admira em sítios visíveis, na porta do frigorífico ou num ficheiro electrónico que mantém acessível, caso utilize o computador no local de trabalho. Outro truque pode passar por comprar uma peça de roupa que seja do seu agrado, num número abaixo ao que costuma usar.
Artigo publicado em http://www.webartigos.com/ em 9/11/2009

segunda-feira, 3 de agosto de 2009

O que andamos a fazer com a nossa vida?


Conta-se que havia três trabalhadores da construção civil, colegas e trabalhando no mesmo empreendimento, a quem perguntaram o que estavam a fazer. Um respondeu que estava a colocar tijolos, outro respondeu que estava a cumprir ordens e o terceiro respondeu que estava a construir uma catedral.

Ora, como todos nós somos construtores da nossa própria vida e dos nossos negócios, deveremos reflectir sobre com qual destas respostas nos identificamos em concreto.

a) Estaremos simplesmente a executar trabalhos rotineiros, dia após dia, correndo de tarefa em tarefa, mergulhados num cenário que não permite a visualização da paisagem no seu todo?
b) Estaremos simplesmente preocupados em seguir as ordens dos outros, colocando-lhes a responsabilidade por tudo o que vai acontecendo ao nosso redor?
c) Ou estaremos conscientes que tudo aquilo que fazemos, todas as pessoas que encontramos e todas as experiências que temos fazem parte de um plano que nos conduz à nossa verdadeira essência e ao nosso crescimento como seres humanos e espirituais?

O que andamos afinal a fazer com a nossa vida? A questão é se andamos a colocar tijolos, a seguir as ordens dos outros ou participando activamente no grandioso projecto de construção da catedral que simboliza a nossa própria vida.

(Inspirado em texto de autor desconhecido)