domingo, 12 de julho de 2009

Benefícios Físicos da Meditação

Ao iniciar a prática da meditação, é conveniente não ter um objectivo definido e muito menos tentar obter esse objectivo a todo o custo. Não criar expectativas é a palavra chave para uma prática de sucesso. A melhor perspectiva é a de apenas se sentar com abertura de espírito e gozar a experiência por si só, entregando-se ao sabor do momento. Isto significa uma consciência total na própria meditação e no momento, sem impaciências nem expectativas.

Da prática regular da meditação podem resultar muitos benefícios físicos, incluindo o relaxamento muscular devido à diminuição do stress e da ansiedade, a diminuição da pressão arterial, o melhoramento da postura, o aumento de energia, a obtenção de um sono reparador, um maior controlo da dor e a melhoria da libido, o aumento da criatividade. Ao relaxar e acalmar o sistema nervoso, a meditação permite ao corpo um funcionamento eficaz, incrementando a sua capacidade de auto-cura e regeneração. Nenhum desses benefícios pode contudo ser garantido e daí a advertência inicial deste artigo.

A forma como respiramos e nos movimentamos, as posturas que adquirimos ao sermos sujeitos às pressões diárias, os resultados de uma alimentação incorrecta, do consumo excessivo de bebidas e do tabaco, a falta de exercício físico adequado – tudo isto se reflecte no nosso corpo físico. E a prática meditativa ajuda-nos a tomar consciência do que se passa no nosso corpo, permitindo assim uma correcção e modificação de hábitos nocivos.

No início, esta consciência pode durar apenas alguns minutos, mas com a prática irá fluir de uma forma mais prolongada, mesmo enquanto se ocupa das suas tarefas do dia a dia. Em situações de pressão, tente tomar atenção ao seu corpo. Repare nas tensões que se acumulam sobre os músculos e as articulações, bem assim como à forma como respira. Repare depois até que ponto se sente mais confortável à medida que se concentra em descontrair e libertar da tensão, respirando mais pausadamente e profundamente.

Poderá praticar o exercício de relaxamento abaixo indicado, para se preparar para a prática da meditação:

  1. Sente-se de forma a ficar confortável. Concentre-se no seu pé direito, mexendo os seus dedos para que se possa concentrar melhor.

  2. Relaxe o pé e tome atenção na barriga da perna direita, reparando se existe alguma tensão. Se sim, liberte-a contraindo e, depois, relaxando os músculos.

  3. Concentre-se na coxa direita, depois na nádega, no abdómen e no peito, passando de seguida para o braço direito e para a mão e dedos, voltando de novo para o ombro, o rosto e, finalmente, para a cabeça. Se detectar alguma tensão, liberte-a através de relaxamento.

  4. Continue o processo, descendo pelo pescoço e percorrendo agora todo o lado esquerdo: ombro e respectivo braço e dedos, costas, nádega, perna e pé. Tenha sempre o cuidado de verificar se existem tensões, libertando-as através de relaxamento.

Sem comentários:

Enviar um comentário