domingo, 28 de junho de 2009

Precisa mudar?


Por mais acomodado na vida que se esteja, a maioria de nós aspira a algo mais profundo e significativo. Muitas pessoas têm tudo o que seria expectável para ser feliz (por exemplo uma carreira bem remunerada, um casamento feliz, família) e, contudo, sentem que lhes falta alguma coisa que não conseguem identificar. Isso deve-se ao facto de se ter sido educado para ser bem sucedido materialmente e não para se procurar a felicidade interior.

Por vezes diz-se que já não se é novo para tentar uma mudança de vida que traga significado. É muito utilizado o provérbio “Burro velho não aprende línguas”. Eu acredito que estamos sempre a tempo de aprender e de mudar, se for preciso e assim o quisermos, independentemente da idade que tenhamos. O mais difícil é saber em concreto o que se quer mudar.

Para ajudar nessa definição, tente responder por escrito às questões abaixo.

  1. Sinto-me confortável com o que estou a fazer actualmente? Estou realizado em que medida? E em que medida não o estou?
  2. Estou contente com o que consegui realizar até hoje?
  3. Fiz o suficiente por mim próprio?
  4. Qual o máximo a que poderei aspirar na vida? Tenho potencial para o conseguir?
  5. O que quero realmente? O que me motiva?
Lembre-se que poderá vir a ser tudo a que se venha a propor. Como o que custa mesmo é começar, não escolha desistir antes mesmo de dar início à jornada. Um passo a seguir ao outro, por mais pequeno que seja, leva-o garantidamente à meta pretendida. Desenvolvimento pessoal não se trata unicamente de empreender uma mudança física ou psicológica, seja ela qual for. É antes de mais uma tomada de consciência profunda que nos impele a evoluir e dar o máximo de nós próprios.

Artigo publicado em http://www.webartigos.com/ em 5/10/2009

Sem comentários:

Enviar um comentário