domingo, 21 de junho de 2009

O cochicho de Deus


Havia um jovem que tinha perdido o emprego e estava desesperado. Alguém o aconselhou a procurar um velho tido por sábio. O jovem assim fez e, ao encontrá-lo, cerrou os punhos e perguntou-lhe:
- Tenho em vão implorado a Deus para que me diga algo para me ajudar mas não obtenho nenhuma resposta. Diga-me, por que Deus não me responde?

O ancião deixou-se ficar calmamente sentado na sombra da árvore e proferiu algumas palavras inaudíveis.
O rapaz aproximou-se um pouco mais e perguntou:
- O que foi que o senhor disse?

O sábio repetiu, mas novamente num tom muito baixo, como um cochicho. Então o rapaz foi obrigado a aproximar-se ainda mais.
- Peço desculpa, mas eu ainda não consegui perceber o que o senhor me quer dizer.

Com suas cabeças muito próximas, o sábio falou mais uma vez baixinho:
- Deus, às vezes, cochicha. Então é preciso que estejamos bem perto Dele para ouvi-lo.
Desta vez, dada a proximidade, o rapaz escutou perfeitamente e entendeu a mensagem.

Por vezes pretendemos que a voz de Deus se faça ouvir como um trovão, em resposta aos nossos problemas. Mas a voz divina, na maioria das vezes, surge através de um suave cochicho. É necessário estar próximo de Deus o suficiente para entender a sua resposta.

(Autor desconhecido)

Sem comentários:

Enviar um comentário